É necessário a instalação do Flash Player para conseguir visualizar correctamente esta página. Clique aqui para mais informação.

Notícias

O Combate às Térmitas nos Municípios Açorianos - Programa de Comunicação de Risco

Combate às térmitas com campanha regional

O combate às térmitas vai contar com uma campanha regional orçada em 350 mil euros e tem como objectivo sensibilizar a população para o avanço da praga.

O combate às térmitas vai entrar “num ponto de viragem” com uma campanha de informação de âmbito regional orçada em 350 mil euros e que vai decorrer na Terceira, São Miguel, Faial, São Jorge e Santa Maria entre maio e Novembro deste ano.

Trata-se de uma iniciativa que envolve investigadores da Universidade dos Açores, Governo Regional e autarquias.

De acordo com investigadora da Universidade dos Açores, Ana Arroz, a campanha que vai envolver a comunicação regional e acções de porta a porto com as “Brigadas T” que vão esclarecer a população sobre os diferentes aspectos relacionados com as térmitas.

Ana Arroz referiu a campanha pretende também introduzir “a confiança dos cidadãos nas instituições públicas” no que se refere à abordagem do problema das térmitas.

Para além da informação genérica sobre as térmitas, a campanha vai também permitir a actualização da informação prestada à população sobre as diferentes técnicas de combate à praga.

O investigador da Universidade dos Açores, Paulo Borges, frisou que a campanha está integrada num plano que define a estratégia para o combate às térmitas que integra o conhecimento científico nas ações tendo em vista travar o avanço da praga.

ESFORÇO CONJUNTO

Por seu turno, a presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, Andreia Cardoso, realçou “o esforço conjunto da comunidade científica, Governo Regional e autarquias para o desenvolvimento de uma estratégia consertada para enfrentar o problema das térmitas”.

Numa altura em que a praga alastra chegando já a pelo menos cinco ilhas a autarca considera que é altura de avançar com “uma campanha de sensibilização dos cidadãos”.

Por seu turno, o diretor regional do Ambiente, Frederico Cardigos, revelou que vai caber ao Governo Regional a maior parte do financiamento da campanha que deverá contar também com a participação das autarquias de Angra do Heroísmo, Ponta Delgada, Horta, Calheta e Vila do Porto.

in Diário Insular 17/03/2010

Publicado a, 16 de Março de 2010. Fonte: Uaç

Voltar ao ínicio da página
AGRADECIMENTOS:
A todos os cidadãos entrevistados no âmbito deste projecto;
A Enésima Mendonça, Nuno Gonçalves, Paulo Cristóvão, Pedro Cardoso e Timothy Myles pelas fotografias cedidas;
A todos os que testaram esta página contribuindo com valiosas sugestões;
À Direcção Regional da Ciência e Tecnologia pelo financiamento do Projecto "TERMIPAR".
drct BioDiversidade Cita
Webdevelopment © Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados.